terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

DesGlobalize-se

Raramente sou conselheiro. Ainda mais raramente milito seja lá por que causa e não sou especialista em discursos edificantes (ainda que adore as hipocrisias estóicas). Mas, quando a verdade está sob ameaça, é saudável se pronunciar. Se você é brasileiro e consumidor de mídia televisiva, deve assistir ao filme abaixo. Muito Além do Cidadão Kane é um documentário britânico, realizado por Simon Hartog e exibido em 1993. As figuras centrais são a Globo e Roberto Marinho. Observa-se o envolvimento com falcatruas políticas e relacionamentos daninhos, até mesmo a Ditadura Militar. A questão proposta aqui não é abandonar um costume de uma vida inteira que levamos frente à televisão. Eu mesmo já fiquei altamente comovido com narrações esportivas do épico Galvão Bueno. Hoje, consigo apenas me entristecer ao chegar à casa de alguém e notar que lá se dá audiência à Miriam Leitão. Enfim, deixemos quietas as preferências alheias. A questão é saber com quem estamos lidando e que instâncias de poder administram a principal rede de TV do 5º país maior do mundo. Será que a televisão tem lhe entretido ou alienado? Não, esse papo não é clichê. Não, esse papo não é de intelectuais neuróticos de esquerda. Esse papo é de saúde pública. Esse papo é a possível desintoxicação e salvação de gerações vindouras. A televisão pode sim depauperar o que você tem de mais valioso. As novelas globais já são a alma do brasileiro há décadas. Os adolescentes são tradatos nos programas vespertinos como imbecís acavalados. O país passa o ano inteiro por injúrias e injustiças sociais crônicas. Mas, enfim, vamos deixar desse papinho prosélito. Por via das dúvidas, não consumo mais produtos contra-inidcados para uma saúde mental razoável. Escuto ópera? Leia livros intelectualóides? Dou uma de aristocrata? Fico travestido de arrogante? Óbvio que não. Apenas resguardo intacto meu espírito. Nem o meu time do coração merece ser acompanhado pelas imagens geradas por quadrilheiros. Mas eis que estamos quase em março! É carnaval! Se nada disso lhe interessa, que se dane! Jajá fica tudo globeleza.

Parte I



Parte II



Quer um bônus? Outra indicação é o livro Afundação Roberto Marinho de Roméro Costa Machado. O livro é uma bela análise, em forma de denuncia, sobre desmandos políticos da rede de TV que nos emociona há tantos anos.

Baixe aqui