domingo, 28 de outubro de 2012

Elucubrações precoces ou A Crítica da Razão Espermatosófica

A espécie lhe controla. Se esvazie e pense. 

Elucubrações precoces ou A Crítica da Razão Espermatosófica.
O verdadeiro uso da razão - os pensamentos mais puros e límpidos que têm os homens, no sentido masculino do termo - acontece no período entre a ejaculação e o reinício da espermatogênese. A maior parte do que é pensado fora desse curtíssimo intervalo de tempo vem da vesícula seminal, a nossa escravidão volitiva. A glória constante do instinto sobre a razão. 





segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O eleitor Walking Dead e o Sistema Proporcional


Eis uma nova categoria de animal político: o eleitor Walking Dead. Como assim? Explico. Boa parte dos eleitores brasileiros opera como zumbis: correm inconscientemente atrás da cabeça dos outros. Terminadas as eleições, iniciam-se os lamentos. Perguntas que deveriam ter sido suscitadas há quatro anos (ou mais), teimam em aparecer apenas após o pleito eleitoral. Por que um vereador é mais votado do que todos os outros e mesmo assim não entra? Sofistique a pergunta e demande onde está a calda eleitoral da chapa que o cidadão supervotado se afiliou. Por que o ficha suja ou aquele que aumentou o próprio salário foi reeleito? Melhore a pergunta e questione em que chapa estava escondido o antigo ladrão. Esse sistema, que esfacela gente como Edilson Silva do PSOL (vereador pelo Recife, conseguiu 13.661 votos individuais), foi suscitado para evitar que partidos menores sejam 100% obliterados. Mesmo assim, há cabeças de chave que são honestos, tem vocação política e são preteridos. Infelizmente, não foi no Brasil que inventaram o Sistema Proporcional assentado na distribuição das sobras. Reclamar agora, após tantas décadas de utilização, não vai ajudar. O ideal é pensar acerca e, aos contrariados, iniciar a fomentação de um debate que leve, talvez, à uma ideia de plebiscito que repense o proporcional e reorganize o majoritário. O 1° dever do cidadão é obedecer as leis. O 1° direito é participar da elaboração dessas mesmas leis, votando como sábio e não como um zumbi. É tarde demais para soluções de última hora.